31 de julho de 2017

Histórias Marcantes #3

A “história” de hoje é realmente interessante e marcante (até rimou!). Na realidade, não se trata de uma “história”, mas, sim, de um livro que inclui um conjunto de ferramentas que nos ajudam a criar, comunicar e rentabilizar um blogue. E quem não têm curiosidade e vontade de aprender mais sobre a blogosfera? Eu cá tenho, daí estar hoje a falar-vos desta excelente obra: “Ser blogger” de Carolina Afonso e Sandra Alvarez.
Confesso que já há muito que queria ler um livro deste género. Perceber como posso evoluir e crescer no mundo dos blogues e como posso ter sucesso nos dias de hoje. É importante perceber o nosso público-alvo e ajustar o blogue, tendo em conta os resultados.
É de salientar que este livro se lê num ápice (tal é a vontade de aprender!), no entanto, considero que é daqueles que deve ser sempre consultado assim que necessário, ou seja, não vai logo para a estante e “está o assunto arrumado”, fica na mesa de cabeceira pronto a ser utilizado e relido. Haverá melhor livro para aprender a utilizar as melhores técnicas no mundo da blogosfera? Eu creio que não. Por isso leiam este livro e coloquem em prática todos (ou quase) todos os conselhos que estas bloggers nos dão. Certamente crescerão e serão ainda mais felizes com este livro! Eu fui, e continuo a ser.



Já conheciam este livro? Têm vontade de o ler?
(Contem-me TUDO nos comentários!)


28 de julho de 2017

E o marcador do MÊS é... #7

Com o fim do mês (o tempo passa mesmo rápido!), chega, também, a escolha do marcador. E qual será a deste mês? Alguma sugestão ou ideia?
Relembro, mais uma vez, (sim, eu sei que sou chata!), que é selecionado aquele que foi mais “votado” através de comentários no blogue ou gostos no facebook ou no Google+ .
Não se esqueçam que no final do ano elegemos o marcador do ANO através dos eleitos de cada mês. Por isso participem muito nesta rubrica.

Assim sendo o marcador eleito pertence a Portugal e é este:



O que acharam da escolha deste mês?

25 de julho de 2017

Chiado Editora #11

A obra mais recente, oferecida gentilmente pela Chiado Editora intitula-se “Cala-te e beija-me” e foi escrita por Augusto Pinto.
Este livro remete-nos para uma história de amor entre Cláudia, delegada de propaganda médica, e Xavier, um rapaz que ao início demonstra pouco talento para a cozinha, mas que mais tarde se revela um verdadeiro “ás” nesta arte.
O que é certo é que este casal é bastante feliz e, ultrapassa ao longo da obra, vários obstáculos que a vida se encarrega de lhes colocar. No entanto, e depois de já viverem juntos, Xavier descobre que está doente e de forma a fazer com que a sua amada não sofra, decide acabar tudo sem lhe dar as devidas explicações. Felizmente os tratamentos correm bem e Xavier ultrapassa mais esta barreira, com a ajuda da mãe e do melhor amigo, Francisco.
Longe de Cláudia, Xavier vê no álcool, nas saídas à noite e nas mulheres a sua “grande salvação” para se esquecer dela e daquilo que lhe fez. Mas será que esta ainda quer saber dele depois de tudo isto ou simplesmente já não “está para aí virada”?

Uma obra de fácil leitura, interessante e, essencialmente, feliz, que vale a pena folhear!


Nota: Esta publicação é patrocinada, no entanto a minha opinião é totalmente sincera.

Já conheciam esta obra? O que têm a dizer sobre ela?

23 de julho de 2017

Hoje é dia de …#21

Sendo hoje domingo, normalmente, é dia de passear e de “arejar”, quer seja com a família ou com amigos. É um dia para descansar mas, também, aproveitar, pois o fim-de-semana passa a voar (infelizmente!).
Posto isto, hoje é dia de… visitar um moinho. Ainda nunca o fizeram ou já fizeram mas não se lembram!? Pois bem, hoje é o dia CERTO para o fazer.
Então do que estão à espera? Vão passear e desfrutar do melhor do nosso país e, quando regressarem, partilhem a vossa visita por aqui. Boa ideia não!?



Já alguma vez visitaram moinhos? Estão curiosos e com vontade de o fazer em breve?

20 de julho de 2017

A Marta responde às TAG'S #12

No dia de hoje temos mais uma TAG. Desta vez, não fui nomeada por ninguém, simplesmente “apeteceu-me” responder à mesma. Vamos a isso?

1. Qual o nome estranho pelo qual a tua família te chama? 
A maioria chama-me “Martinha” ou simplesmente “Marta”, o meu irmão chama-me “Tocas” e os meus tios “Ruca”.

2. Qual e o teu hábito mais estranho?
Espreitar por baixo da cama antes de dormir. É realmente estranho, não é!?

3. Tens alguma fobia? 
Sim, a aranhas, cobras e lagartos.

4. Qual e a música que costumas cantar quando te sentes sozinha? 
Despacito” de Luis Fonsi. Alguém me acompanha?

5.  O que te irrita com muita facilidade? 
Pessoas que andam demasiado devagar na estrada.

6. Tens algum hábito nervoso?
Não sei se é bem um hábito mas, quando estou nervosa, falo muito depressa.

7. De que lado da cama dormes?
Direito.
 8.  Que bebida pedes no Starbucks ou Costa
Não costumo ir nem a um nem a outro (sou uma triste!).

 9. Que regime de beleza apregoas, mas não pratica? 
Faz o que digo, não faças o que eu faço”.

10. Para que lado tomas banho? 
Que pergunta tão pertinente (ironia). Não faço ideia.

11. Consegues fazer alguma habilidade corporal esquisita? 
Consigo “torcer” alguns dos dedos das mãos.

12.  Qual é o teu alimento de conforto preferido que não te faz nada bem? 
Um geladinho ou um crepe vêm sempre a calhar bem.

13. Que frase é que estás sempre a dizer? 
Nem sabes o que me aconteceu ontem!”.

14.  E na hora de dormir… o que vestes? 
Um pijama bem fofinho e quentinho.

Têm algum facto em comum comigo? Acharam pertinente alguma das minhas respostas?

18 de julho de 2017

Ideia curiosa #3

No dia de hoje decidi falar-vos de uma marca bem conhecida no nosso país: a Namorar Portugal. Inspirada no lenço dos namorados, esta marca procura, sobretudo, autenticidade, emoção e conhecimento. Para além disso, estamos a focar-nos numa diferente forma de criatividade e inovação conseguindo, assim, atrair pessoas e negócios não só ao nível nacional mas, também, internacional.
Mas sendo hoje, a ideia curiosa será que sabiam que esta marca para além de realizar feiras e galas, também tem por hábito fazer sessões promocionais no mês do romance (fevereiro) e um concurso internacional de criadores de moda, vindo dos mais diversos países, nomeadamente, França, Espanha e Brasil? Eu por acaso não sabia mas, já fiquei a saber. É realmente um orgulho ser portuguesa!



E vocês já conheciam este Concurso? O que acharam?

16 de julho de 2017

Tenho 24 anos| E NÃO TENHO talento...

No mês passado saiu uma publicação diferente que englobava situações que NUNCA tinha feito na minha vida. Como o vosso feedback foi tanto e tão bom decidi, a partir de agora, escrever-vos todos os meses sobre diversas temáticas relacionadas comigo, de forma a poder mostrar-me e apresentar-me melhor. Na realidade são temas diversos que me vão surgindo e que eu vou tomando nota para não me esquecer mais tarde.

Posto isto, no dia de hoje, apresento-vos cinco atividades para as quais não tenho (ou tenho pouco) talento:
1. Cozinhar. Infelizmente, não nasci com os dotes culinários vindos ou da minha mãe ou das minhas avós que cozinhavam (a minha mãe ainda cozinha!) maravilhosamente bem. Nunca gostei de cozinhar mas, confesso, que hoje em dia, já aprecio mais esta atividade até porque já percebi que se pode cozinhar de forma rápida, fácil e saudável;

2.  Cantar. Sei que não tenho talento e que a minha voz é terrivelmente má, no entanto, quando estou feliz faço-o sem qualquer problema e onde quer que esteja;

3. Passar a ferro. Bem, esta é daquelas que digo que não tenho mesmo jeitinho nenhum. Quer dizer, calças, toalhas, cuecas ainda as passo mas, camisas? Não. Por muito que me esforce os vincos ficam sempre lá;

4. Desenhar. Neste caso, só desenhos abstratos é que realmente conseguem ter a minha mão. Nos “concretos” ficamo-nos pela casinha, pelas nuvens e pelo sol, que são (mal) desenhados desde a escola primária;

5. Costurar. Neste “campo” só consigo coser botões, nada mais.

E vocês têm alguma atividade em comum comigo? São menos habilidosos a fazer o quê?


14 de julho de 2017

A Marca da Marta em Viagem #6

Mais um dia, mais uma viagem! Mais uma história para contar e mais fotografias para ver! Curiosos!? Pois bem, o mais recente sítio que “A Marca da Marta” visitou foi… Dublin, a capital da Irlanda. E que belo lugar! Que belas paisagens! Que sítio encantador! Que pessoas simpáticas!
Esta viagem já há muito tempo que estava planeada e marcada. Desde sempre, que ouvi maravilhas desta cidade, daí a curiosidade em visitá-la. As expetativas eram altas e foram totalmente ultrapassadas. Conheci novos monumentos, vi jardins (bastante arranjados!) lindos, vi árvores floridas, igrejas magníficas e com vistas espantosas e conheci o mais famoso bar desta cidade (The Temple Bar) mas, essencialmente, diverti-me, adorei a viagem e fiquei com vontade de regressar. Talvez um dia quem sabe, não é verdade!?
Deixo-vos com as mais belas fotografias por lá tiradas e, claro, com dois marcadores magníficos.

Desfrutem desta viagem, assim como eu, e aproveitem-na ao máximo:













Já conhecem Dublin? Gostaram desta “viagem”?

11 de julho de 2017

Hoje é dia de …#20

Hoje é um dia sentimental, ligado àquilo que nos distingue uns dos outros para além da educação: as emoções, pois hoje é dia de… ouvir fado. Seja com amigos, família ou até mesmo sozinho. O que importa é sentir para além da letra. Perceber a história que está por trás e o mistério guardado naquela voz que, por vezes, nos arrepia e nos emociona.


E vocês gostam de ouvir Fado ou preferem outros estilos musicais?

9 de julho de 2017

Adivinha mensal #6

Tal como já é habitual nesta rubrica antes de vos mostrar a adivinha deste mês, mostro-vos a do mês passado e a respetiva solução:

“Qual é o sítio qual é ele
Que é uma ilha
Que é conhecido pelo Bolo do Caco e pela Poncha
E que começa com a letra M?
Que sítio é?


Solução: Madeira



Qual será a adivinha de hoje?


“Qual é o sítio qual é ele
Que fica em Lisboa
Que é conhecido pelo Pastel e pela Torre
E que começa com a letra B?
Que sítio é?

(a solução sairá sempre no mês seguinte em conjunto com outra adivinha)



Qual é o vosso palpite?




6 de julho de 2017

A originalidade não tem limites! #15

E não tem mesmo, não é verdade? Se não vejamos o exemplo de hoje: um marcador referente a Lisboa que mostra como Portugal é lindo e original.
A capital mostra não só a Ponte 25 de Abril, como a Torre de Belém ou ainda o Monumento aos Descobrimentos. Cada um com a sua particularidade e com a sua (estonteante) beleza, não concordam? É realmente um orgulho ver (e comprar) marcadores que marcam pela diferença.



Gostaram deste exemplar? Acharam-no original?

 

4 de julho de 2017

Marca de Portugal #28

O marcador de hoje representa um conjunto bem diversificado de marcas, seja a Torre de Belém, o Fernando Pessoa, a Ponte 25 de Abril ou até o famoso Santo António. Opções não faltam e diga-se de passagem, este exemplar é mesmo bonitinho e marcante. Por isso tinha mesmo que vos mostrar, não concordam?



O que acharam deste marcador? Qual a vossa “Marca” preferida?